VCC ONLINE

Fórum Técnico dedicado ao Aeromodelismo VCC - VÔO CIRCULAR CONTROLADO. Também conhecido como Control Line ou U-Control.

   Stunt Hobby - Loja especializada em produtos para VCC. www.stunthobby.com
   Allen Modelismo - Kits e materiais para VCC www.allenmodelismo.com
NautiCurso - Kits, corte a laser, balsa etc. www.nauticurso.com.br
CremonHobby - "Kits VCC Cortados a Laser e Acessórios": www.cremonhobby.com

    Fibrando superfície de madeira - FREDERICO CESQUIM

    Compartilhe
    avatar
    marioverol
    Usuário Master
    Usuário Master

    Número de Mensagens : 471
    Idade : 50
    Data de inscrição : 21/02/2008

    Fibrando superfície de madeira - FREDERICO CESQUIM

    Mensagem  marioverol em Qua Ago 13 2008, 10:35

    Fibrando superfícies de madeira
    Costumeiramente no Brasil, os aeromodelistas que pretendem dar acabamento com pintura em seus modelos, optam pela utilização de processos tradicionais, como o "talco com dope", seladora e aplicação de Primer Surface como base para a pintura.
    Nada contra o tradicionalismo, mas estes métodos apresentam desvantagens como fragilidade no acabamento, peso, trabalho excessivo, trincas com o passar do tempo e acabamento por vezes insatisfatório.
    O método aqui proposto é o que utilizo nos modelos que construo e apresentam acabamento e leveza incomparáveis, aliado a facilidade de aplicação e durabilidade superior.


    As fotos ilustrativas deste artigo são dos jatos Hot Spot e F-16 da BVM, que tem as asas chapeadas em balsa, no caso do F-16 e em "Obechi" para o Hot Spot, e o método de aplicação é idêntico para ambos.
    O processo de fibragem das superfícies consiste em laminar sobre a área de madeira que receberá pintura uma fina camada de manta de fibra de vidro, que posteriormente será lixada e receberá uma ou duas demãos de Primer Surface automotivo, resultante em uma maior durabilidade para a madeira e evitando que com o ressecamento da madeira, apareçam trincas, comuns em modelos envelhecidos.
    O material necessário é a resina epoxi, que fará a colagem da fibra sobre a superfície, diferente da cola epoxi, esta resina é mais fluida, e aconselho a resina Finish da marca Pacer, a manta de fibra de vidro é extremamente fina com gramatura de ¾ de onça e é vendida em cortes de 1x1mt pela HOBBICO, não tendo similar nacional. Para a aplicação será necessário um copo descartável pequeno, álcool, papel higiênico, uma espátula, um cartão de crédito ou telefônico, lixas d'água 400,360, 320, taco de lixa, tesoura, régua estilete e um pincel de 1" com cerdas duras.

    A aplicação inicia-se com o acabamento prévio da base de madeira, que deve ser lixada até seu contorno final, ter suas imperfeições corrigidas com massa do tipo "Model Magic" ou "Hobby Filler" e polida com uma lixa d'àgua 400 para retirar a maior parte das fibras e com uma escova ou aspirador de pó limpe completamente a superfície.

    Em seguida, corte um pedaço de fibra 2 cm maior que todo o perímetro a ser fibrado. Isto pode ser feito por exemplo, colocando a asa sobre a fibra esticada e com o auxilio de uma régua e um estilete afiado recortar o contorno externo, ou utilizando-se uma boa tesoura. Não se preocupe se a fibra não estiver completamente esticada ou se as bordas ficarem irregulares, apenas tome cuidado para não desfiar a manta. Comece sempre pelo lado inferior das peças e procure cobrir a maior parte possível em cada operação. Este processo também aplica-se a fuselagens e empenagem.
    Apoie a peça acima da superfície da mesa e cuidadosamente coloque a manta sobre ela, procurando esticar o máximo possível, passando a mão sobre as dobras e empurrando estas para a parte externa da peça. Agora coloque um par de luvas de borracha, do tipo utilizado por médicos e uma máscara de respiração para produtos químicos, não adianta a máscara para pó! É extremamente importante você utilizar a luva e máscara, porque a pele absorve o epoxi e, apesar de não ter cheiro forte, a resina é prejudicial á saúde.
    Misture uma pequena quantidade em partes iguais (não erre a quantidade) de resina no copo plástico, geralmente 1/4 do copo por vez, e derramando uma pequena linha de resina ao longo do comprimento da peça inicie a aderência utilizando a espátula ou o cartão para espalhar bem a resina.

    Se você notar que a resina brilha sobre a superfície, espalhe mais, nesta etapa só é necessário o mínimo de resina para impregnar a fibra e aderi-la a madeira, lembre-se que resina em excesso é peso morto!


    Vá misturando mais resina e aplicando aos poucos, caso ela endureça demais, dilua com um pouco de álcool. A fibra é muito fácil de ser trabalhada para contornar bordos de ataque e pontas de asa por exemplo, mas não tente fazer a volta no bordo de fuga ou em cantos vivos, é impossível.

    Deixe a peça secar por pelo menos 24 horas, após este período, a aparência será meio fosca e você deverá lixar com lixa d'água 320 em um bloco de madeira, levemente apenas para retirar imperfeições e sumir com os cantos e emendas. Onde a fibra irá ser recoberta pela camada do outro lado, lixe a borda até sumir com ela. Neste estágio é muito fácil de lixar, pois a fibra/resina estão bem secas, mas nunca deixe de utilizar o bloco de lixa e a mascara respiratória.
    Faça o outro lado da peça de maneira idêntica, avançando a fibra sobre a que já esta curada. Quando esta secar, lixe os degraus até sumirem, por fim, de uma lixada geral com lixa 360 e limpe com aspirador de pó.
    Novamente misture resina e desta vez dilua com um pouco de álcool, agora utilizando o pincel, passe uma demão por toda a superfície, procurando preencher os pequenos buracos que podem aparecer na manta. Quando esta demão secar, a aparência será extremamente brilhante, e agora só é possível lixar com lixa d'água molhada, mas cuidado para não molhar a madeira nem lixar demais até retirar a fibra! Se você passar da conta na lixa e retirar a fibra, faça um remendo e lixe novamente. Lixe tudo até atingir um acabamento liso.
    Nesta fase, se tudo foi realizado como descrito, você não terá praticamente furos ou depressões na superfície para corrigir! Passe um pano embebido em thinner por tudo, para retirar o filme gorduroso que a resina deixa, que possa prejudicar a aderência de pintura. Escolha o Primer Surface de sua preferência, eu utilizo o PU da PPG, pois é mais resistente e não "despela". Aplique uma demão com a pistola, lixe com lixa 360 e depois 400, observe se aparece algum furo e preencha com massa rápida.
    Agora pode iniciar o processo de pintura com as cores escolhidas, tenho preferência pela pintura com tinta automotiva tipo DUCO e posterior aplicação de verniz PU incolor.
    As fotos vou ficar devendo - mas podem acreditar, fica perfeito o serviço...

      Data/hora atual: Sex Ago 18 2017, 09:28